Viagem

Arrumando as malas de viagem (duas semanas na Europa)

Esse post faz parte da série Marinheira de Primeira Viagem, onde conto um pouquinho sobre meu planejamento e a viagem dos meus sonhos para a Europa (minha primeira viagem internacional, organizada de forma totalmente independente, praticamente um mochilão).

Eu queria ter feito esse post antes de ir, mas agora vejo que foi até melhor ter deixado pra depois, sabem por quê? Desta forma consigo colocar a minha opinião após ter realmente usado a mala que fiz 🙂
Pesquisei bastante sobre como arrumar uma mala para uma viagem pra Europa durante a Primavera e uma das dicas mais legais que encontrei foi a de me preocupar com camadas. Tá com blusa de lã e ainda tá com frio? Taca uma jaqueta por cima! Ninguém precisa de 3 casacões pesados nem 5 botas de cano alto, ainda mais quando você vai para vários lugares: ninguém em Londres ia saber se eu tinha usado a mesma combinação de roupa em Paris. “Ah, mas e as fotos? vou aparecer igual em todas?” De boa? Nem ligo! Ouvi esses dias de uma pessoa falando que fez questão de andar de salto no ~mochilão~ que fez porque não queria sair nas fotos de tênis. Resultado? Pé moído, calcanhar estuprado. Mas são escolhas, né?

Fui vestida com uma legging preta florida, uma camiseta básica, tênis pink e jaqueta de couro. Ainda que seja um saco levar a jaqueta na mão, economizei espaço na mala (e boa parte do tempo fiquei com ela amarrada na cintura).

Mala despachada

Pesquisei bastaaaante antes de comprar uma mala. Sabia que queria com pelo menos 4 rodinhas (giro 360), média, leve e de uma cor chamativa. Acabei dormindo no ponto e não consegui comprar a que mais tinha gostado durante a BlackFriday então a minha salvação foi uma loja de malas super simples em Limeira, de onde é a mala que o Daniel usou (Jana, agradeça ao André pelo empréstimo heh).
A minha escolhida tem 7 rodinhas (sim, S-E-T-E!), leve, com dois bolsos externos, pink e o principal: barata! (sério, foi uns R$140) Eu gostei tanto da bichinha que por mim dormiria abraçada com ela toda noite =P O único problema que enfrentei com ela é que às vezes a alça travava e isso me atrapalhou pra descer/subir do metrô, principalmente.
Viajei com ela pesando somente 10kg. Lembrando que a duração da minha viagem foi de 16 dias, contando os dois dias de deslocamento (Brasil-Europa e Europa-Brasil), então fiz a mala pensando em 14 dias. Ela foi montada assim:

  • 2 calças jeans (uma era uma jegging preta)
  • 2 cardigãs (um verde estampado e um preto com pérolas)
  • 10 pares de meia e 1 meia-calça — burra! foram 15 dias, eu devia ter levado no mínimo uma por dia. Faltou e tive que pegar emprestada do Daniel, fuén (e a meia-calça eu nem usei)
  • 15 calcinhas e 2 sutiãs — foi suficiente, mas poderia ter levado menos e ter comprado na H&M (kits com 4 calcinhas por, tipo, 3 libras)
  • 1 pijama (shorts e blusinha de alcinha)
  • 6 camisetas de manga curta
  • 2 camisas de manga longa — totalmente desnecessárias, dava pra ter vivido bem sem
  • 2 blusas de frio (uma cinza escura de lã e uma cinza claro de linha) — desnecessário ter levado duas. Uma só teria sido mais do que suficiente!
  • 2 calçados (um tênis preto da Adidas e uma bota de cano baixo com tachinhas) — usei ambos muito pouco. Se fosse mais V1d4 L0k4, diria que só o tênis que fui calçando me bastaria
  • 2 toalhas de banho e 1 toalha de rosto — talvez uma só fosse suficiente, mas não quis arriscar
  • 1 cachecol de lã verde mesclado (fino), 1 echarpe rosa com bolinhas pretas e 1 echarpe branca estampada em verde e rosa — meu tênis “principal” era verde e rosa, por isso investi em acessórios nessa cor
  • nécessaire grande “de pendurar” (shampoo e condicionador, sabonete líquido, sabonete íntimo, solução para limpeza de lentes, pomadinhas, esparadrapo, algodão, cotonete, pente, adstringente, bandeide, desodorante, 3 pares de brincos, etc)
  • nécessaire de maquiagem (BB cream, rímel, batom, elásticos de cabelo, perfume) — na real, essa necessaire foi dentro da grande, eu tirava ela de dentro quando ia tomar banho, deixava no quarto
  • 2 sacolas de pano (pra levar as roupas pro banheiro, coisa e tal)
  • adaptador de tomada — aqui fui muito burra: não testei em casa e não funcionou o adaptador, fuén! Ainda bem que o Daniel tinha levado o dele e eu levei um “T”, aí fizemos uma gambiarra heh

Um detalhe importantíssimo foi que coloquei tudo em saquinhos de pano e em saquinhos de um plástico mais grosso (ambos das minhas Melissas), dessa forma tudo ficava organizadíssimo na mala e eu não incomodava o pessoal do hostel com o barulho de saquinho de mercado.

Mala de mão

Há algum tempo eu paquerava uma mochila da Olympikus, mas ela custava uns R$150, achei que não valia. Até que voltei no Outlet e vi uma etiqueta por R$99. Já tinha decidido levar e quase chorei quando passou por R$79 no caixa, só alegria! Achei ela extremamente funcional na viagem, apesar de não tê-la comprado de fato pra viajar (uso ela todo dia pra vir trabalhar). Aguentou bem o tranco e coube tudo o que eu precisava levar na mala de mão.

  • pasta com todos os documentos da viagem, passagens, reservas, bilhetes, enfim.
  • nécessaire pequena (escova de dentes e pasta, esparadrapo, lenços umedecidos, etc)
  • livro “A Viagem do Tigre” — não precisava ter levado o livro, nem toquei nele
  • chinelo
  • kit de roupas (pijama, calça legging, camiseta e 2 calcinhas)
  • 1 toalha de rosto — caso desse uma zica eu poderia tomar banho e dar um jeito
  • caixa dos óculos escuros (os óculos foram comigo, mas a caixinha foi na mochila)

Bolsa

Levei somente uma: vermelhinha, transversal, usei ela todo dia!

  • passaporte, cartão de crédito e dinheiro — não levei carteira. Levava o passaporte na bolsa e o dinheiro em uma bolsinha que minha mãe trouxe de viagem de Natal
  • bolsinha de remédios (alergia, gripe, descongestionante nasal, soro fisiológico, etc)
  • colírio, protetor labial, espelhinho
  • celular, carregador e fone de ouvido
  • Kobo — essencial, usei muito durante as viagens de trem e de avião
  • caixinha dos óculos de grau (dentro dela foram os óculos e a caixinha da lente)

Apesar de ter pensado muito bem no que levar, senti falta de algumas coisas, vejam só:

  • lençol: em Paris ficamos com nojinho da cama (sou fresca, me deixem), levar um lençol pra por por cima do que já estava á teria me ajudado a dormir melhor
  • talheres (não riam!): em Paris, novamente, não tinha nada disponível no hotel pra gente cortar o queijo, mexer o café com leite, enfim. Teria sido de grande valia levar dois kits de talheres descartáveis.
  • um cachecol mais quente: achei que seria exagero levar os meus tipo “coberta” mas um pelo menos teria sido útil em Londres
  • boné: em Roma pegamos dias de muuuuito sol e tenho problema com claridade (não chega a ser fotofobia), só o óculos de sol não dava conta.

Ouvi de muita gente (oi, mamy!) que era um absurdo eu levar “só” 6 camisetas pra 14 dias, mas, ó, garanto que não fiquei fedida e que deu pra repetir tranquilamente as combinações. No geral acho que foi uma escolha ótima de bagagem, viu? Nada voltou pra casa sem ser usado, mas se eu tivesse levado menos coisas ainda eu teria tido condição de trazer mais vinho, por exemplo =B #bebunça
Muitos me perguntaram sobre a doleira (uma bolsinha usada por baixo da roupa, “invisível”), mas não comprei e sinceramente não me fez falta alguma (e olha que não levei travel money, só dinheiro vivo mesmo).

Vocês já fizeram alguma viagem longa? Eu nunca tinha feito e consegui fazer as malas de uma forma que me atendeu muito bem. Tem alguma dica imperdível pra dar?

Previous Post Next Post

You Might Also Like

11 Comments

  • Reply Tatiana Nais 22 de junho de 2015 at 23:21

    Nossa, acho que nunca conseguiria fazer uma mala tão bem feita como a sua pra uma viagem longa. Eu já exagero numa viagem de 3 dias, imagine numa de 16! :B E o pior é que sempre percebo que não usei um monte de coisas que levei, mas quando não levo sinto falta. >.< Quero ver quando eu tiver que viajar por um tempo maior e me ferrar por não saber arrumar a mala da melhor forma possível. hahaha
    Alias, eu já sabia que você não tinha tocado no livro antes mesmo de ler seus parenteses, pq eu também já levei livro em viagem e nem encostei nele também. hahaha

  • Reply @agatabresil 23 de junho de 2015 at 23:57

    Precisa mesmo de muita força de vontade pra conseguir fazer uma mala com poucas coisas, eu ficaria perdida. Se vou pra praia durante 4 dias já levo mil combinações de roupas hahaha. Enfim, te admiro por conseguir e to aqui morrendo de inveja da viagem e querendo saber sobre tudo.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

  • Reply Ana 24 de junho de 2015 at 23:17

    Quando viajei levei muito mais roupa do que você, mas usei basicamente só isso que você levou. Como fiquei boa parte dos dias hospedada na minha irmã, lavei muita roupa lá e teve coisa que voltou pra casa sem eu ter nem desdobrado durante a viagem. Na próxima já estou esperta e vou levar bem menos.
    Também levei um livro e nem toquei nele, voltou e foi direito pra estante (onde está até hoje, aliás. haha).
    Usei muito minha doleira na viagem, mas principalmente porque a gente saía só com uma mochila e aí era mais prático cada um ter o seu passaporte + dinheiro caso a gente se separasse por algum motivo.

  • Reply Livs 2 de julho de 2015 at 09:49

    precisa melhorar isso aí, Tatyennis. Imagina só no #bandiloucameeting? Bom, se precisar de uma ~consultaria~ faço precinho camarada prazamigah =P

  • Reply Livs 2 de julho de 2015 at 09:50

    Sabe que eu acho que eu ficaria mais perdida se levasse mais coisas? foi fácil pq eu não tinha muito o que escolher =P

  • Reply Livs 2 de julho de 2015 at 09:51

    Eu pensei em lavar roupa em Roma pq lá estávamos tipo num trailer e tinha varal e tudo mais mas, ó, nem precisou!

  • Reply Salete 21 de outubro de 2015 at 07:54

    Eu acrescentaria absorventes. Afinal nunca se sabe….

  • Reply FreeBSD VPS 14 de maio de 2016 at 08:40

    Se tiver planos para comprar alguma peca de roupa, ja va com espaco dela disponivel na mala e use-a ja na viagem!

  • Reply Hosting 26 de maio de 2016 at 18:30

    Camiiiila, adorei o video.. Agora me responde uma coisa, se souber, quantos quilos mais ou menos acha que pesa essa sua mala? Com tudo dentro, claro. E que vou fazer uma viagem internacional e tem limite de peso e tals, mas nao tenho nem ideia..

  • Reply Vivian 3 de outubro de 2017 at 20:37

    Oi Lívia querida S2, primeiro quero agradecer por descrever tudinho Tim Tim por Tim Tim heheh. Deixa eu te fazer uma pergunta quanto você levou em dinheiro? Pergunto, pois vou fazer uma viagem de 24 pela Europa e gostaria de ter uma média, além daquela básica de no mínimo 60€ por dia para comprovar na imigração. Grata desde já !!! Um beijo enorme.

    • Reply Livs 4 de outubro de 2017 at 06:56

      Oi, Vivian! Fico feliz por ter ajudado heh Eu não lembro exatamente, mas acho que juntos (eu e meu namorado) levamos 450 libras e 1100 euros, então deu cerca de 55 libras por dia para cada e 60 euros por dia para cada um de nós. Mas eu sou BEM econômica (sobraram umas 300 libras e uns 200 euros, pra vc ter ideia) e já tínhamos pago a hospedagem, a entrada nas atrações mais caras (Louvre, Versailles e Museu do Vaticano) e os transportes entre as cidades, então esse valor foi só para alimentação, metrô e comprinhas praticamente 🙂

    Leave a Reply