Diário

Corre, mulherada!

(sim, o título é cópia descarada do meu ~blog fitness~ favorito <3 ownti)

Fui uma criança bastante agitada. Na pré-adolescência, pratiquei natação por alguns anos mas acabei parando por medo de ficar com o corpo muito masculinizado (eita, falta de informação). Depois, joguei handball na escola durante o colegial. Mas aí a escola acabou e não fiz mais nadica de nada. Quer dizer… fiz aulas de dança por uns dois anos e academia por uns 4 meses (não é pra mim, pelo menos não as academias que tem perto de casa). Depois, oooooi, sedentarismo!
Eis que conheço meu excelentíssimo namorado há cerca de um ano e me surpreendo com o quanto ele se exercita: várias aulas de spinning durante a semana de noite, longão aos sábados e corridinha matinal de uns 7km de terça a sexta. Pensei: “se um dia ele me chamar pra correr com ele, vou passar vergonha” =P
Mas não foi isso que me fez sentir vontade de correr. Com a proximidade da nossa viagem (que foi em maio), ele me falava o tempo todo que eu teria que ter pique pois andaríamos o dia inteiro. E eu fui ficando com medo. Aliás, medo é pouco… fiquei apavorada. Eu explico: tenho asma e só de subir escada já me dava falta de ar. E eu não queria ter que sair antes do Louvre porque me deu câimbra na panturrilha e nem deixaria de subir na Vila Borghese porque estava botando o pulmão pra fora… então lá fui eu.

Minha primeira tentativa foi correr os 3,5km da Avenida dos Imigrantes, perto da minha casa, após o trabalho. Eu iria pra minha casa, me trocaria e rumaria pra pista de corrida que divide os dois sentidos da avenida. Que erro, minha gente! A avenida é cheia de subidas e descidas e eu achei que tinha que começar já correndo. Resultado? Em 2 minutos eu já não aguentava mais. Tinha medo também de passar em um terreno baldio que ficava no caminho pra minha casa porque já estava escuro. Aliás, eu morria de medo de assaltos (que são frequentes naquela região). Fui arranjando desculpas e mais desculpas e não durou nem uma semana a tentativa…
Outro erro de principiante era achar que eu tinha que levar minha bombinha da asma e uma garrafa de água comigo. Eu ficava com tanto medo de passar mal que acabava passando, entende? E toda vez que eu bebia água, me doía e me dava muita vontade de fazer xixi =X (totalmente psicológico, eu sei)

Na semana seguinte ao meu fracasso na avenida decidi tomar coragem e ir pro parque daqui de Jundiaí, com sua pista de 3km menos acidentada, com vigilância e, principalmente: com muito verde pra me distrair (já falei dele, lembram?). E não é que deu certo?
Obviamente no começo eu “corria” durante 1 minuto e caminhava por outros 5, mas aos poucos fui melhorando e o dia em que consegui “correr” os 3km direto, sem parar, foi uma vitória incrível! Digo “correr” assim, ente aspas porque eu mais troto do que corro… inclusive demoro 20 minutos pra fazer esse percurso de 3km *shame on me* Aliás, nesse texto tem uma ótima explicação da a diferença entre caminhar, trotar e correr: “Na caminhada, os pés tocam o solo permanentemente. Já no trote, um dos pés perde o contato com o solo, iniciando um salto. A corrida, por sua vez, é uma sucessão de saltos, em que os dois pés, em momentos de velocidade, perdem o contato com o solo”.

Eu morro de vergonha de correr perto de conhecidos. Fico achando que vão me chamar de gorda, pamonha e coisas assim (aliás, lembrei desse texto ótimo da Carô). Sempre me achei muito desengonçada e na corrida não seria diferente. Mas mesmo assim, segui firme e comecei, também, a acompanhar o Daniel no parque de Limeira, a passos de tartaruga, e ele foi me dando dicas, principalmente de respiração (minha maior dificuldade). Aliás, faz tempo que não vamos , hein, Dan?! Tá me enrolando! =*

Ainda estou fazendo a mesma distância porque parei durante o inverno inteiro (o parque não tem iluminação suficiente e, repito, sou cagona demais, ficava morrendo de medo de algum tarado sair do meio das árvores rs), retornei só agora no começo de Agosto. Meu objetivo é conseguir correr uma prova de 5km daqui 6 meses e completar duas voltas sem parar no circuito do parque (ou seja: 6km de corridadireto). Não tenho pressa pra alcançar distâncias maiores e nem pretendo me tornar uma exímia corredora. É só que finalmente achei um exercício que sinto prazer em praticar e isso tem me feito muito bem, apesar de eu muitas vezes ficar protelando e enrolando. Sei que só perco com isso. Minha respiração melhorou demais desde que comecei a tentar correr, sinto minhas pernas mais durinhas, sabem? A Auto-estima vai lá em cima! E o bem que faz pra minha mente… ah, isso não tem nem como medir. Me achei nos esportes de vez XD

Quem mais largou a vida sedentária e veio pra esse mundinho, minha gente? Já que melhorar a alimentação só não tá dando conta, bora correr dos meus problemas heh

Previous Post Next Post

You Might Also Like

10 Comments

  • Reply Tatiana Nais 26 de agosto de 2015 at 17:50

    Pra mim o exercício que mudou minha vida foi o Pilates. Apesar da ocasional preguiça antes de ir, quando eu começo a fazer a aula eu já adoro (principalmente aula de solo, a de aparelhos eu gosto um pouco menos). É impressionante ver como respiro melhor, tenho uma postura melhor, meus músculos estão fortalecendo, é uma coisa bem legal de sentir, né? E eu também me sinto bem com isso e se falto alguma dia já sinto falta. Agora estou correndo atrás de me alimentar direitinho pra equilibrar meu corpo melhor ainda. Beijo, Lí!

  • Reply Paula 27 de agosto de 2015 at 13:11

    Eu já fiz muitos anos de aula de dança, mas atualmente não faço nada. Preciso achar um exercício que me agrade viu?!
    Boa sorte pra ti nesse mundo de corrida, conheço muita gente que tá nessa e adora! Beijo.

  • Reply jcarolinelira 27 de agosto de 2015 at 15:56

    É tiro e queda: No inverno a gente larga mesmo as atividades físicas, né?
    Eu costumo pedalar, mas parei agora no inverno…
    Gostei mto do seu post, me deu até vontade de pôr meu tênis e tentar começar a correr…
    Parabéns pelo blog!! 🙂
    ” target=”_blank”>http://www.deepluv.com

  • Reply MissProfeta 29 de agosto de 2015 at 16:11

    Oi! =)
    Nossa eu acho muito interessante correr, mas por algum motivo nunca consigo começar e pior…continuar! ¬¬

    aliás o sedentarismo já se apossou da minha pessoa há alguns anos…to sentindo os efeitos agora aos 29 hahahaha e to tentando mudar! quem sabe n tento de novo a corrida né!?

    parabens pela conquista e n desanime para voltar, o inverno é complicado mesmo hahaha

    bjs
    carla
    Profetices
    Heart Clicks

  • Reply Livs 31 de agosto de 2015 at 10:30

    Isso acontece muito comigo tbm, Taty. Fico morrendo de preguiça de ir pro parque mas quando chego lá é só alegria!

  • Reply Livs 31 de agosto de 2015 at 10:30

    Eu fiz uns 2 anos de aula de dança, curtia muito. Mas aí percebi que o professor não tava mais passando cosias diferentes, sabe? Larguei =/

  • Reply Livs 31 de agosto de 2015 at 10:31

    Preciso comprar uma bike, gosto muito de pedalar tbm!

  • Reply Livs 31 de agosto de 2015 at 10:31

    Obrigada, Carla!
    Tbm tô chegando nos 30, não dá pra parar heh

  • Reply Bianca 14 de setembro de 2015 at 13:38

    Eu sou exatamente igual a você, só que agora vc ta correndo e eu não huahuahuahuua, eu não manjo nada de corrida, minha respiração é péssimaaa, eu canso super rápido 🙁 acho que por isso fico com a academia mesmo e deixo a parte de corrida de lado.. Com o tempo vc acostuma e não vai mais querer parar 😀

    Bjão!

  • Reply Daise 4 de março de 2017 at 19:15

    Olha onde é que eu já vim parar! Não falei que ia acabar lendo os arquivos todos? Ahahaha.
    Eu estou correndo há um ano. Quer dizer, há um ano eu comecei a correr com regularidade, mas nos últimos meses tô meio parada, por causa do calor antes e por causa de quase um mês viajando agora. Na semana que vem quero retomar minha rotina de corridas, estou sentindo falta. No meu blog eu escrevi alguns posts sobre minha experiência com corrida e as provas de que participei. Foi empolgante o negócio. 🙂
    Ainda corres?

  • Leave a Reply