Viagem

Paris e Londres – Indo de trem da Gare du Nord até King’s Cross/St. Pancras

Logo que começamos a planejar a viagem percebemos que tínhamos uma exigência em comum: fazer um dos trajetos de trem. Então assim que compramos as passagens de avião, fomos atrás das passagens de trem. Compramos pelo próprio site da Eurostar, em janeiro (a viagem aconteceu em 17 de maio), por 116 euros (as duas passagens e a taxa de serviço de 30 euros). Então foi só imprimir e validar na estação Gare Du Nord (ou Estação do Norte, em português).
Do nosso hotel até lá foi super tranquilo. Dessa vez acabamos utilizando a Chateau D’Eau (porque era mais perto e estávamos com malas). Utilizamos a linha 4 na direção Porte de Clignancourt e descemos na Gare Du Nord. Super rápido e fácil! Eu tinha lido comentários super ruins sobre essa região de Paris, mas não vi nada demais (porque nem saí da estação). Nosso trem estava marcado para as 11h10, mas chegamos lá com muuuita antecedência, tamanha a ansiedade de chegar logo em Londres.

Uma confissão: eu não suportava mais comer Pain de Mie e leite com Nesquik no café da manhã então resolvi ser rebelde e tomar café na estação na nossa última manhã em terras francesas e não me arrependi, viu? Comemos em um café charmosinho. Croissant crocante e café quentinho (fraco, ok, mas quente mesmo assim) pra aquecer o coração.

Comprinhas nos mercados de Paris

O que era basicamente nosso café da manhã e jantar. O chocolate do Dia é maravilhoso e as duas bolachas do Monoprix são uma benção de Deus de tão boas!

Aí foi só trabalhar a ansiedade. Ah, tem que ficar atento pois o acesso pro trem que leva à Londres é na plataforma elevada. E já que to abrindo o coração, mais uma confissão: o lugar que me senti mais segura em Paris foi na plataforma de embarque pra Londres. Não estou cuspindo no prato que comi, nem nada do tipo, mas eu não voltaria pra Paris. Os lugares são lindos, mas fiquei muito receosa quanto a assaltos e é tudo lotado demais de turistas (ok, eu também era uma!). Enfim, gosto é gosto, não é? Não me julguem XD

A estação Gare du Nord em Paris

A estação Gare du Nord em Paris. (fonte)

Antes de embarcarmos, tivemos que preencher o Landing Card, exigência do governo britânico para o temido controle de imigração na Inglaterra. Posso falar? Nada demais, viu? Preenchemos direitinho com nossos dados e ao passar pelas catracas, a moça inglesa perguntou por que estávamos indo para Londres, quanto tempo ficaríamos e carimbou nosso passaporte. Simples assim, juro!

Documentos para a temida imigração inglesa (que é feita ainda em Paris) e o carimbo no passaporte

Documentos para a temida imigração inglesa (que é feita ainda em Paris) e o carimbo no passaporte

Quando finalmente deu a hora, ao entrar no trem veio o choque: eu teria que deixar as malas na entrada do vagão. E o medo de alguém levar embora? Mas estávamos indo pra Londres, baby AHAHAH Aliás, a Chell também está relatando a viagem dela, no sentindo contrário à minha (ou seja: Londres > Paris) e também comentou do receio quanto à mala.

O trem é confortável. Assentos limpinhos. Tudo muito limpo, aliás. Não tínhamos direito a nenhuma alimentação com o nosso bilhete, mas havia um carro restaurante (não tem como não lembrar de Agatha Christie e O Assassinato no Expresso do Oriente). Nosso vagão estava vazio mas, vejam só: tinha uma família de brasileiros na nossa frente! Heh Quase ao nosso lado tinham duas mulheres (mãe e filha) muito bonitas, pela fisionomia imagino que eram alemãs. Pra vocês terem ideia do quão confortável é a viagem, a moça mais nova veio pintando as unhas e fazendo a maquiagem, numa boa. Pois é.

O trajeto dura cerca de 2h 20min. Vim lendo, estava ansiosa pra chegar logo, então não prestei tanta atenção assim às paisagens. De qualquer forma, chega um momento em que você entra num túnel e fica tudo escuro que é quando estamos passando pelo Canal da Mancha. Isso dura uns 20 minutos apenas e logo você já estará em Londres. Euzinha, que não manjo nada das paradas, ingenuamente achava que o canal seria uma coisa tipo um aquário gigante transparente onde eu veria peixinhos nadando próximos aos vidros do trem mas, nah, é sem graça.
De qualquer forma, só de não ter que enfrentar as paradas todas que estão envolvidas em pegar um avião, tá ótimo, viu?

Olhem só que linda a estação de St. Pancras em Londres

Olhem só que linda a estação de St. Pancras em Londres (fontes: foto externa e foto interna)

Quando chegamos em Londres… ah, chegamos em Londres *-* que lugar incrível, que mágico!
Eu confesso que ainda não entendo direito, mas aparentemente são duas estações, uma ao lado da outra. A St. Pancras é a internacional e a King’s Cross é a do Harry Potter XD

Eu fiquei boba com o teto da estação King's Cross em Londres

Eu fiquei boba com o teto da estação King’s Cross em Londres. E é tudo TÃO limpo! (fonte)

A The Harry Potter Shop na plataforma 9 e 3/4 da estação King's Cross

A The Harry Potter Shop na plataforma 9 e 3/4 da estação King’s Cross. Tudo lindo e muito bem feito, mas caro demais =/

Para usar o transporte público em Londres (que é o maior e o mais antigo do mundo), basta adquirir o Oyster card. Entramos em uma fila em um ponto de informação e um atendente MUITO simpático explicou direitinho pra gente (aqui o site deles). O Daniel já tinha o cartão que usou no ano passado, então recarregou com umas 20 libras. O meu cartão custou 5 libras e carreguei com outras 20 (que foi o recomendado por ele para o tanto de dias que ficaríamos por lá).
Nosso hostel ficava pertíssimo da estação Swiss Cottage, então dentro da King’s Cross mesmo pegamos a Victoria (linha turquesa) e fizemos integração para a Jubilee (linha cinza). Deve ter dado menos de 20 minutos.
E então foi só alegria <3

E no próximo post conto tudinho sobre a nossa estadia em um hostel. Aliás, se tiverem alguma dúvida sobre albergues e coisas do tipo, deixem aqui que vou procurar esclarecer um pouquinho mais, certo?

Já aviso que me apaixonei perdidamente por Londres então é bem possível que meus relatos não sejam nem um pouquinho imparciais, ok? Rs

Esse post faz parte da série Marinheira de Primeira Viagem, onde conto um pouquinho sobre meu planejamento e a viagem dos meus sonhos para a Europa (minha primeira viagem internacional, organizada de forma totalmente independente, praticamente um mochilão).

Previous Post Next Post

You Might Also Like

9 Comments

  • Reply Patthy 9 de outubro de 2015 at 09:33

    Você contanto como em King’s Cross é tudo tão limpo e eu ainda assim reparando apenas na estrutura de cobertura nessa foto. (Mesma coisa na da Gare du Nord, sdds Amélie.) Tô sempre muito dristraída olhando pra coberturas para ver se o chão tá limpo. #prioridades ¯\_(ツ)_/¯
    Aliás, não lembro se conhecia a St. Pancras (que li PÂNCREAS durante o post todo), mais estruturas MARAVILHOSAS.

  • Reply Tamirez 9 de outubro de 2015 at 13:20

    Invejinha branca desse seu post e desses lugares lindos que você conheceu.
    E nada melhor que snaks pra viagem né?

    Beeijo
    http://resenhandosonhos.com

  • Reply Tatiana 9 de outubro de 2015 at 13:38

    Ai gente, que lugar mais maravilhoso! Se pelas fotos eu já me apaixonei, imagina você que viu e curtiu tudo pessoalmente, deve ter sido muito bom. Beijo, Lí!

  • Reply K. 9 de outubro de 2015 at 16:59

    AI GOD, VÃO COMEÇAR OS POSTS SOBRE LONDRES!!!!
    E que estações maravilhosas, 100or, essa de Londres é incrivel! Acho que se vai fazer uma viagem pela Europa incluindo vários países, precisa incluir viagem de trem SIMMMM pra ter a experiencia, que seja, hahaha. Sério! Tenho muita muita muita vontade de viajar de trem por lá, um amigo meu já viajou de trem pela Suiça (?) acho, e disse que foi uma coisa maravilhosa. Enfimm… embora eu ache legal Paris por peso histórico, é uma capital que não tá nas primeiras que preciso conhecer, sabe? Deve ser um sonho sim, mas tenho vários outros lugares na frente, que penso serem mais incríveis, e Londres é um deles. Aguardando os posts, haha.

  • Reply Renata 12 de outubro de 2015 at 10:13

    Quem fiquei com os olhinhos cheios de lágrimas por ver King’s Cross? Só de olhar pra foto me veio a imagem de Pedra Filosofal e o Harry falando com o Hagrid “mas Hagrid, aqui diz plataforma 9 3/4. Esse número não existe, existe?”
    Quero ver os posts de Londres logo. E preciso ler os de Paris tbm #socorro!!!
    Amei as fotos e sua cara de feliz diz tudo!
    ;*

    • Reply Lívia 14 de novembro de 2015 at 07:29

      Sabia que você ia gostar e lembrar de HP!

  • Reply Leticia 13 de outubro de 2015 at 22:49

    queria muito visitar King’s Cross *-* essas lojas e lugares temáticos de livros/filmes me deixam meio enlouquecida, vc se sente dentro da história, né?
    Viajar de trem desse ser o máximo, o máximo que fiz foi pegar a cptm em SP hsuahsuah #semata

  • Reply Paty BookNerd 14 de outubro de 2015 at 13:25

    Eu morro de vontade de andar de trem e é meu sonho fazer esse percurso <3 <3 <3, dizem que é lindo.
    Fiquei ansiosa para saber sobre o hostel! Acho que os pontos que mais preocupam são a higiene e a segurança do lugar :]

  • Reply Daise 3 de março de 2017 at 13:54

    Não conheço Londres ainda. Estive em Paris no ano passado, apenas três dias – era stopover de uma viagem a Portugal. Eu adorei a cidade. Engraçado que a minha sensação foi contrária à tua. Eu cheguei lá com muito medo do excesso de turistas, dos pickpockets (especialmente em Montmartre), ainda mais que eu fiquei esses dias todos sozinha. Talvez por esperar o pior e ter que ficar sempre muito atenta, eu tenha ido com as expectativas baixas e me surpreendido. Mas sou louca pra voltar à cidade com tempo. Como eram só três dias, eu não entrei em nenhum museu, nada. Só passeei pelas ruas e pelos parques, e mesmo assim amei a experiência. <3

  • Leave a Reply