Browsing Tag

Creed

Diário, Música

Sobre demoras de uma década e sonhos que não envelhecem

Antes de mais nada, eu preciso contextualizar vocês, ok? Adoro contextualizar, me deixa. E eu sou extremamente verborrágica, então vocês devem ler umas 800 palavras antes de eu chegar no assunto do post, já aviso.

No início dos anos 2000 a internet não existia dessa forma incrível que existe hoje. Nós ainda estávamos descobrindo o mundo maravilhoso da web e o conteúdo ainda era bastante limitado ao dinheiro que você tinha pra torrar em pulsos da internet discada, por exemplo =B. Não existia YouTube com seus vídeos relacionados, nem Spotify com a descoberta da semana. Era bastante comum que as músicas novas que descobríamos, seria ouvindo rádio, em trilhas sonoras de filmes e novelas ou no Disk MTV.

Disk MTV

Disk MTV, sua fonte de clipes na época em que não existia YouTube 🙂

Continue Reading

Música, TAG & Meme

TAG: 10 músicas favoritas do tempo de escola

Mais uma TAG que ~roubei~ de alguém heh Vi essa no blog da Lecticia e percebi que meu “tempo de escola” acabou há praticamente 10 anos. Geeeeeente! Pra responder essa brincadeira, considerei as músicas que eu ouvia entre a sétima série do ginásio (2001) e o terceiro colegial (2005), que com certeza é o período escolar do qual mais me lembro. Vamos lá? (se você clicar no nomezinho da música, você será direcionado ao clipe dela no youtube, tá bem?)

“All the Small Things”, do Blink 182 (2001)
Eu tinha uma amiga, a Thais, que além de ser bem doidinha, era viciada em Blink. Andava bastante com ela, então acabei tendo algumas influências musicas (boa!) do que ela ouvia. Acho que minha música preferida do Blink nem é essa, mas com certeza é a que mais me faz lembrar dos tempos de escola! Ah, minha oitava série… Inclusive, o clipe dessa música é fantástico.

“Without Me”, do Eminem (2002)
Até hoje não sei cantar a letra inteira mas bem que eu tentei aprender durante a oitava série inteirinha heh Mas me sentia rebelde ao extremo ao ouvir uma música com esse nível de  besteirol: “So come on and dip, bum on your lips fuck that / Cum on your lips and some on your tits and get ready cuz this shit’s about to get heavy”. Olha, tenho vergonha de colocar a tradução direto aqui rs.

“How You Remind Me”, do Nickelback (2001)
Era uma vez uma excursão da escola em que meu paquerinha sentou no banco à minha frente e me apresentou Nickelback no discman dele… já era, né? Eu era altamente influenciável quando estava gostando de alguém e passei a ouvir muito o ~rock~ que o Nickelback fazia AHAHAH

“Regina Let’s Go”, do CPM 22 (2001)
Tive um inicio de entrada no mundo emo e hardcore mas acabei ficando só com um pézinho por lá mesmo. Ouvi muito CPM 22 principalmente essa música, com um grupo de amigos da escola que frequentava o mesmo clube que eu. passávamos a tarde toda na piscina e eu sentia que pertencia a algum lugar. Sempre lembro da turma da natação quando ouço e dá saudade de passar a tarde toda tomando sol, sem me preocupar com mais nada…

“Solo Quedate En Silencio”, do RBD (2004)
Sim gente. Tenho que assumir: eu gostava MUITO de RBD e até revi boa parte Rebelde tempos atrás. Essa foi uma das primeiras músicas deles que ouvi e me lembro de chegar numa manhã mostrando pra minha melhor amiga no meu MP3 (de incríveis 128MB de memória) a minha mais nova descoberta musical. Pois é.

“With Arms Wide Open”, do Creed (2000)
Descobri Creed na época em que eu assistia Malhação e de todas as músicas deles (que eu ainda ouço até hoje) com certeza essa é a que mais me lembra de quando as meninas da sala compravam revistas que vinham com traduções de músicas famosas e me deixavam tirar xerox cópia.

“Você Sempre Será” da Vagabanda (2004)
Não tem como negar: Malhação ditou muito esses anos da minha adolescência. Apesar de hoje eu não acompanhar novela alguma, naquela época eu não perdia um capítulo sequer, principalmente quando a trama rolava em torno da Letícia e do Gustavo, embalada pela banda fictícia da novelinha cuja vocalista era a Marjorie Estiano. Tocava direto nas festinhas de debutante que eu tanto fui naquela época, juntamente com o próximo item dessa lista, também fruto da novela.

“Tô Nem Aí”, da Luka (2003)
Minha nossa senhora, nem sei quantas paixonites minhas foram encerradas ao som de “agora eu tô em outra.. tô nem aí tô nem aí! pode ficar com seu mundinho eu não tô nem aí”. Era o nosso hino do desapego, quase um “beijinho no ombro” despretensioso do início dos anos 2000.

“My Immortal”, do Evanescence (2003)
Tive uma professora de inglês muito bacana que me ensinou muito não só sobre o idioma como sobre a vida. E em uma das aulas de listening ela trouxe essa música e tínhamos que completar as lacunas com as opções corretas, tenho a folha guardada até hoje. Ainda acho a letra emocionante e ao mesmo tempo nostálgica pois me faz lembrar de como eu me sentia sozinha às vezes quando estava no colégio (e fora dele também).

“Wherever You Will Go”, do The Calling (2001)
Ah meus tempos de Disk MTV *-* Essa música me marcou muito. Foi a primeira música que aprendi a cantar direitinho em inglês sem erra a letra. O clipe era bastante triste e eu não conseguia entender como a menina ia dar um jeito na tatuagem depois que descobriu que o namorado tinha traído ela. Mas acho que me faz lembrar mais ainda da escola porque um amigo meu me disse que ouvia essa música e imaginava eu a usando no meu casamento de tão a minha cara que era.os anos passaram e essa música continuou na minha playlist, até hoje. Quando ouço bate aquela saudade gostosa daqueles tempos…

Alguém com alguma música em comum comigo? Acho que quem está por volta dos 30 como eu deve se lembrar bem destas. Vamos lá, quero saber a de vocês!