Browsing Tag

desemprego

Diário

Sobre reconhecer as cores do céu e aprender com as provas da vida

Certa tarde, em meio a um espetáculo maravilhoso em tons de amarelo, laranja, verde e azul, perguntei para a minha mãe se no outono e no inverno o pôr do sol era sempre lindo assim. Algum tempo depois, fiz o mesmo questionamento, mas sobre o nascer do sol. Tanto eu quanto ela não soubemos dizer. Eu passei minha vida toda acordando antes do sol nascer e até então não saberia dizer que cor que o céu tem nesse momento. É triste quando você percebe que passou tempo demais dando valor a coisas não tão valiosas assim e deixou passar aquele céu azulzinho lá em cima ou nem reparou na planta na janela da casa de tijolinho à vista daquela rua de paralelepípedos perto de casa. Ou ainda que não escreve mais tanto quanto gostaria.

Sol nascendo em Jundiaí, no outono

Sol nascendo no meu bairro em uma manhã outonal…

Mas aos poucos a gente vai treinando o olhar. A gente vai começando a entender o que realmente importa e passa a se preocupar mais com isso. Com agradar a si mesmo, sentir prazer naquilo que nos faz bem.
E foi assim domingo desses, saindo de uma prova que poderia decidir a minha vida profissional, que eu vi o entardecer que acompanharia meu caminho para casa. Que coisa mais maravilhosa! O carro ficou inundado por tons alaranjados, eu, por um sentimento de gratidão. Por ter tido a chance, por estar ali, por viver tudo isso.

Continue Reading

Diário

Diário do desemprego: mês 2 (e meio)

O primeiro post da “série” (que eu espero do fundo do coração que não seja longa) está aqui: mês 1 🙂

Pois é, ainda não rolou uma realocação e continuo em busca de novos desafios profissionais 😛 /clichê Na real meeeesmo, nem me considero uma desempregada, já que não comecei, de fato uma busca por uma vaga e tal. Inclusive hoje estava no centro de Jundiaí e foi assustador ver a quantidade de pessoas com pastas cheias de currículo nas mãos nas filas das agências de emprego e do posto de atendimento ao trabalhador. É triste olhar tudo isso e eu espero do fundo do coração conseguir me virar sem ter uma carteira assinada de novo (coming soon…).

Continue Reading

Cinema & TV, Diário, Literatura

Diário do Desemprego: mês 1

(também conhecido por: “que diabos tô fazendo da minha vida?”)

Como contei nesse post, fui demitida em janeiro de uma empresa na qual eu trabalhava há quase 6 anos. Depois do baque inicial e das mini-férias, veio o desespero… é muito o que a Fabi escreveu no maravilhoso guia Ovelha para a recém desempregada: são etapas bem loucas, instáveis, eufóricas e deprês. Inclusive, foco para esse trecho do link anterior que define bem o sentimento em alguns momentos:

“Ser demitida não implica só estar desempregada, com medo de não ter grana para continuar pagando seu aluguel, nem estabilidade para fazer quaisquer planos a longo prazo (embora essas preocupações sejam constantes). Implica também em lidar com um certo tipo de rejeição, com desacreditar na sua competência e ter sua auto-estima duvidada.(Fabi Oda, grifo meu)

Tudo vai ficar bem, só estou um pouco emotiva

Continue Reading

Diário

Começo, meio e fim

Comecei o dia de hoje ouvindo Bon Iver. Lembro até hoje que descobri as músicas calmas e relaxantes deles em uma playlist chamada “Relaxando com Indie Folk” que era a minha salvação para os dias mais estressantes. Acordei e liguei o notebook para ouvir algo. Fiz meu café, limpei a caixinha das gatas, troquei água e dei comida para elas enquanto meu pão de coco esquentava na frigideira. Curti a chuva, mesmo chateada por não conseguir ter secado as roupas lavadas já há dois dias. Cozinhei logo cedo para adiantar o almoço, porque não tem jeito: essa é a minha paixão. Li. Vi um seriado. Brinquei com as gatas. Assisti vídeos sobre finanças. Descansei.

Quinta-feira passada (12/01) meu chefe me chamou assim que chegou na empresa. Me falou que não precisava levar o notebook e se fechou comigo em uma sala com a mão cheia de papéis. Entendi rapidamente que ele estava me demitindo.

Continue Reading