Browsing Tag

reflexão

Diário

Life doesn’t make narrative sense (ou: De repente 30)

Hoje encerro mais um ciclo, me torno uma balzaquiana de marca maior. A tia do rolê que já habita em mim há anos pode correr livre por aí porque agora oficialmente fechei minha terceira década de vida: trintei.

De Repente 30 - thirty and flirty and thriving

30, a idade do sucesso (na versão dublada MARAVILHOSA)

No fundo, são só dois dígitos que mudam na minha vida. As roupas que uso são as mesmas (ou no mesmo estilo) das que eu usava há 10 anos atrás. Meu gosto musical é bem menos pop e muito mais rock-folk-mamãe-quero-ser-hippie, mas a essência ainda está aqui. Meu jeito de falar, os seriados que eu vejo, nada teve grande evolução nessa última década. Eu continuo sendo a “menina Lívia” que quando tinha dezoito parecia ter quinze, quando tinha vinte e cinco, parecia ter dezoito e agora que tem trinta não parece ter mais do que vinte-e-poucos. Isso é bom, eu acho.

Continue Reading

Literatura, Viagem

O lado não tão romântico de viajar sozinha

Quando mais nova, eu nem imaginava o mundão que existia fora do quintal da minha casa. Passar 9 horas dentro de um avião para conhecer o Velho Mundo? Nem em sonhos. Botar minhas coisinhas dentro de uma mini-mala e viajar sozinha pra outro país? Qué isso, tá doido? Mas não tem como negar que sou da tal geração Y, que aprendeu com a globalização a ignorar a barreira da distância e da língua e que com a internet como arma poderosa entendeu que viajar não precisa ser sinônimo de ficar em um hotel 5 estrelas da Champs Elysèes ou contratar uma excursão da terceira  idade para ~conhecer~6 países em 10 dias. Por esse motivo que, no final das contas, nosso sonho de independência tem tido muito mais a ver com botar uma mochila nas costas e conhecer o mundo do que se comprar uma casa, se estabelecer  profissionalmente e ter uma poupança rechonchuda para curtir na aposentadoria. E eu não sou tão diferente assim desse clichê: viajar é uma delícia. Mas como já disse em outras oportunidades, voltar para casa é uma delícia também. (acho que esse devia ser o slogan dos meus posts sobre viagem, viu?)

Continue Reading